Quarta-feira, Outubro 03, 2007

Foram 194 km em 12:30 horas contra chuva, declives acentuados, vento contrário constante ou problemas nas bicicletas (pedal ou corrente constantemente a saltar e corrente partida), tudo foi vencido pela determinação e coragem de um grupo cientistas precários dispostos a tudo para melhorar a sua condição.

João Freire

Etiquetas:

Início da última etápa

Etiquetas:

Terça-feira, Outubro 02, 2007

Chegada a Viana



Etiquetas:

Segunda-feira, Outubro 01, 2007

Etiquetas:

última etápa

Ao fim do segundo dia, já foram percorridos um total de 117km 300m, num total de 7 horas e 40 minutos de bicicleta. O pelotão de protesto já partiu de Viana de Castelo em direcção ao Porto para a fase final, e esperam chuva ...

Etiquetas:

Saída de Braga

Do Porto até Braga foram 60 km em quase 4 horas. Aqui vemos fotos da saída de Braga, na manhã do segundo dia.












Pequeno almoço de campeões antes da partida.

Etiquetas:

Domingo, Setembro 30, 2007

Vejam a cobertura do evento em diversos jornais no Fórum da ABIC.

Etiquetas:

Sábado, Setembro 29, 2007

Partida do Porto

Teve hoje de manhã início a «Pedalada Pela Ciência». Vários ciclistas partiram do Porto, junto à Reitoria da Universidade. Foram apanhados pela chuva a meio do percuso. Mas a chuva não os deteve, e chegaram ao final da tarde a Braga, onde foram recebidos por colegas. Poderam então tomar um duche e aquecerem-se depois da primeira etápa. Amanhã (domingo) farão o trajecto de Braga até Viana do Castelo, estando a chegada prevista para as 18h, junto aos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.
Na foto à esquerda vêmos João Freire - o ciclista/bolseiro que o ano passado fez o percurso do Porto a Lisboa em protesto contra o atraso de pagamento de bolsas no então INIAP. Outro colegas juntaram-se ao João na iniciativa este ano, com o objectivo de chmar à atenção para a precariedade dos jovens investigadores e técnicos científicos.



Etiquetas:

Terça-feira, Setembro 25, 2007

Pedalada pela Ciência

A ABIC (Associação de Bolseiros de Investigação Científica) e o FERVE (Fartos/as d' Estes Recibos Verdes) promovem uma iniciativa chamada PEDALADA PELA CIÊNCIA, com o propósito de chamar a atenção para a precariedade dos/as trabalhadores/as científicos/as e promover a organização e o esclarecimento destes/as trabalhadores/as em vários institutos científicos.

Participa na pedalada e recepção dos ciclistas.

A maior parte dos jovens investigadores e técnicos científicos exerce a sua actividade com um vínculo precário, sendo pagos contra recibo verde ou através de bolsas de investigação. Estes profissionais qualificados não têm direito a subsídio de desemprego, de Férias ou de Natal. O trabalho a 'recibo verde' obriga ao pagamento mensal da Segurança Social, num valor mínimo de cerca de 150 euros, pesando sobre a remuneração mensal já de si limitada. Os bolseiros têm acesso ao Seguro Social Voluntário, segundo o escalão do salário mínimo nacional, que concede uma protecção social irrisória. Ambos trabalham sob incerteza sobre o futuro. É necessário que a profissão de investigador e técnico científico ofereça condições atractivas e garantias mínimas de eventual integração numa carreira ou vínculo a tempo indeterminado.

A INICIATIVA:
consiste em ligar, de bicicleta, 3 centros de investigação universitários no Norte de Portugal, fazendo um percurso em três etapas: Porto – Braga, Braga – Viana do Castelo e Viana do Castelo – Porto

QUANDO: Dias 29 de Setembro a 1 de Outubro.

ITINERÁRIO:

Dia 29 Setembro: Partida às 10h, junto à Reitoria da Universidade do Porto (Praça dos Leões)

Chegada às 18h a Braga, junto à Reitoria da Universidade do Minho (Largo do Paço)

Dia 30 de Setembro: Partida às 10h junto à reitoria da Universidade do Minho, (Largo do Paço)

Chegada às 18h Viana do Castelo, junto aos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, (Praça General Barbosa)

Dia 1 de Outubro: Partida às 9h junto aos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, (Praça General Barbosa)

Chegada e Recepção às 18 h, no Porto, junto à Reitoria da Universidade do Porto (Praça dos Leões)

Etiquetas:

Terça-feira, Setembro 12, 2006

Carta enviada ao Provedor da Justiça

Exmo. Senhor
Provedor de Justiça

venho por este meio agradecer as diligências efectuadas por V.Exa. no sentido da resolução do atraso no pagamento das bolsas mensais. O pagamento das quatro bolsas do corrente ano que estavam em atraso - Fevereiro, Abril, Março e Maio - foi efectuado no dia 18 de Junho.

A mera advertência não surtiu porém os efeitos pretendidos, pois os pagamentos das bolsas subsequentes - Junho e Julho - foram efectuados com considerável atraso, e neste momento a bolsa de Agosto ainda não foi paga. Constata-se que há uma reiterada violação do direito que assiste por lei aos bolseiros de investigação, o de serem remunerados atempadamente.

Todos conhecemos as dificuldades financeiras impostas a várias instituições estatais, contudo estas não podem desculpar a violação da lei pelo próprio Estado, principalmente quando está em
causa a subsistência pelo trabalho. Infelizmente as evidências demonstram que este problema não se resolve com a simples chamada de atenção que foi efectuada.

Manifestando mais uma vez o reconhecimento pelo apoio prestado por
V.Exa., sou

[omitido]